Bubista

A convite da Federação do Bahrain, a Seleção Principal irá disputar um jogo amigável frente ao Bahrain, jogo que irá servir para que a equipa técnica avalie os jogadores e prepare a equipa para os jogos de qualificação da CAN, em Março do próximo ano.

A equipa técnica, liderada por Bubista, elaborou uma lista com 24 jogadores com destaque para as estreias de Jojo, da B SAD, da segunda liga portuguesa, e Alessio da Cruz, do KV Mechelen, da primeira liga belga.

O selecionador nacional falou com a Comunicação da FCF sobre o jogo e os convocados.

 

FCF: Nota-se, em relação a convocatória anterior, as ausências de Sixten, Pico e Jovane Cabral. O porque?

Bubista: Sempre foi a nossa prioridade alargar o lote de possíveis convocados. Mas também porque ninguém tem lugar garantido na Seleção mesmo estando a jogar no clube dele. Amamos os nossos jogadores e queremos sempre que estejam em forma para podermos ter poder de escolha.

Em relação a esses jogadores estão lesionados assim como Kevin (que transferiu de clube recentemente e não poderá vir pois só essa semana chegou a Rússia).

Mas há vários jogadores que mudaram de clube agora que achamos que sendo um jogo de preparação deveríamos facilitar na adaptação no novo clube e país.

Temos também o Hildeberto que está a fazer um excelente campeonato que já tem passaporte cabo-verdiano e que queríamos trazer mas o clube dele pediu a Federação para deixa-lo de fora por causa dos jogos e da quarentena que tem que fazer ao regressar à China perdendo assim 5 jogos da equipa dele.

 

FCF: Pode explicar as chamadas de Jojo, que é novidade, e Alessio da Cruz, este que já esteve nas pre convocatórias, mas não chegou de vir, sendo a última vez tendo estado lesionado.

Bubista: Como já disse anteriormente queremos sempre aumentar o leque de escolhas com jogadores de qualidade e os dois encaixam perfeitamente nessa lógica.

 

FCF: Comentário sobre o regresso de Telmo Arcanjo?

Bubista: O Telmo é um jogador de grande qualidade, novo, que apreciamos muito e que está a mostrar a sua qualidade estamos contentes com o seu regresso

 

FCF: Vendo a idade dos jogadores convocados, nota-se uma equipa extremamente jovem, vai continuar a ser esta a aposta?

Bubista: Estamos extremamente satisfeitos por conseguir trazer jogadores jovens e com qualidade e conseguimos fazer isso nas eliminatórias o que geralmente é muito difícil.

Mas temos respeito e confiança nos nossos jogadores mais antigos por tudo o que já fizeram e vem fazendo. Só para relembrar temos jogadores que já participaram em três Campeonatos Africano das Nações

 

FCF: Cabo Verde deveria estar neste mês a disputar a qualificação ao CAN, mas os jogos foram adiados. Esta convocatória seria a base, em caso dos jogos fossem oficiais? 

Bubista: Não, porque poderiam ter outros jogadores na lista. Queríamos estar nos jogos da qualificação neste momento, mas, por outro lado, temos a possibilidade de poder trazer jogadores novos e poder testar a nossa equipa já que um jogo amistoso não tem nada haver com o adversário ou resultado.

Trabalhamos para melhorar a nossa dinâmica ofensiva e defensiva, nossa comunicação, nossa relação entre equipa técnica, jogadores staff e equipa médica.

Trata-se duma jornada que temos de desfrutar e melhorar.

 

FCF: Que comentário tem a tecer sobre o mercado de transferência dos jogadores cabo-verdianos, o que achou das mudanças? 

Bubista: Cada vez mais o jogador cabo-verdiano está a ser conhecido e valorizado. O importante é que os jogadores estão bem nos clubes e a mostrar a sua qualidade.

 

FCF: Como vê a mudança do clube do Kevin, para um Campeonato diferente e para um clube com outras exigências competitivas, sendo ele um jogador que tem estado nas últimas convocatórias e que já passou pelas seleções nacionais de todos os escalões?

Bubista: Particularmente satisfeito pela evolução na sua carreira, mas principalmente pelo exemplo como atleta, capacidade de trabalho, sério e principalmente como pessoa. Saiu de Cabo Verde e está a mostrar ao mundo que temos valor. Não podemos esquecer que ele já fez todo o trajeto nas seleções nacionais desde os Sub-16 até a equipa A.

 

FCF: Como irá Cabo Verde encarar este jogo amigável?

Bubista: Encaramos os jogos particulares sempre na lógica de melhoramento da nossa equipa em todos aspetos. Temos de melhorar por exemplo na recuperação rápida dos nossos jogadores depois dos jogos nos clubes deles e viagem logo a seguir para jogar dois jogos de qualificação em 6 dias.

O que melhor temos são os nossos jogadores portanto precisamos cuidar bem deles para depois pedirmos respeito e responsabilidade com a nossa gente e o país. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *