Terminou ontem, domingo, o Torneio da União das Federações Oeste Africana, UFOA Zona A, realizado em Bissau de 28 a 30 de Maio.

Cabo Verde Sub-15, nestes três dias defrontou as duas seleções participantes, Guiné-Bissau e Senegal, tendo feito o nosso combinado nacional seis jogos, de 35 minuto. Cabo Verde terminou em terceiro lugar sem conseguir pontuar.

O chefe da delegação, Inácio Carvalho ‘Bala’ e o treinador, Jorge Conceição, fizeram uma avaliação positiva deste torneio.

“A participação da nossa Seleção Sub 15 foi positiva, inserida na estratégia da UFOA A/ CAF. Desde logo foi um festival de futebol, criar oportunidades de competições dos adolescentes. Não querendo nos desculpar, a verdade é que a seleção do Senegal e da Guiné vinham treinando há meses, não houve estado de calamidade nem de emergência, nestes últimos meses. Nestes dois países as competições desportivas decorrem normalmente. Enquanto que em Cabo Verde há muito que os nossos jovens não competem e tiveram 5 dias de treinos, atletas de diferentes regiões desportivas do país. No primeiro jogo viu-se algum nervosismo, mas no segundo e terceiro dia de provas melhoraram consideralmente, demonstrando que com trabalho, mais tempo de preparação farão melhor – apetência e qualidade estão nos e com os nossos atletas. No quadro da estratégia da FCF, consideramos ter valido a pena a nossa participação neste torneio, é preciso continuar a apostar nos escalões de formação preparando para o futuro, com estágios, intercâmbios a nível nacional. O Grupo de trabalho, sobretudo os tubaraozinhos estão de parabéns”, finalizando o Vice-Presidente Inácio Carvalho.

Por seu lado o treinador Jorge Conceição fez também um balanço positivo. “Foi extraordinário este evento e nós crescemos de uma forma positiva durante estes dias. Foi uma prova clara que se estivéssemos a ter competições regionais estariamos aqui [na Guiné-Bissau] muito melhor”.

Senegal foi a grande vencedora, tendo a Guiné-Bissau ficado em segundo lugar neste “festival do futebol”. 

Abdoul Diallo foi o melhor guarda-redes, Mame Mody Sy o melhor jogador do torneio e Mory Keita o melhor marcador, todos eles do Senegal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *