A Assembleia Geral da Federação Cabo-verdiana de Futebol reunida, na Praia, no passado Sábado, dia 3 de Julho apreciou e aprovou os novos Estatutos da Federação Cabo-verdiana de Futebol, por unanimidade, com os 11 votos a favor, não contando, apenas, com o voto da Associação Regional de Futebol da Brava que não se fez representar na Plenária.

Os novos Estatutos surgem na obrigatoriedade de, nos termos dos Estatutos da FIFA, as Federações Nacionais adequarem os respetivos Estatutos a um modelo standard definido pela FIFA.

Os novos Estatutos contêm muitas novidades, sendo as principais alterações, o compromisso de respeito pelos Direitos Humanos internacionalmente reconhecidos, a não discriminação e igualdade, em especial em razão do gênero, a neutralidade e independência institucional, a representatividade na Assembleia Geral de 2 delegados por cada Associação e a representatividade dos delegados das Associações de classe (treinadores, árbitros, jogadores) e, ainda da liga dos clubes.

Também passaram a existir o Comité de Ética, Comissões Eleitorais, e o Conselho Fiscal passa a denominar-se Conselho Fiscal e de Compliance. Os mandatos do Presidente passa a ser limitado a 3 mandatos. São estas as principais novidades dos novos Estatutos.

Na mesma Assembleia Geral foram aprovados, ainda, o Código Eleitoral, o Código de Ética, bem como o Regulamento de licenciamento de clubes e o Regulamento de Estádios para Competições Nacionais e Regionais de Cabo Verde.

No último ponto, por proposta da Associação Regional de Futebol do Fogo foi aprovada, com uma abstenção, a proposta de adiamento, em um ano, da data das eleições, previstas para Outubro próximo, com o fundamento da necessidade de se preparar a participação no CAN dos Camarões previsto para o próximo mês de Janeiro 2022.

Entretanto, a Direção da FCF, alertou pela necessidade de se consultar a FIFA sobre essa possibilidade ou não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *